O amor constrói

Hoje, o Hospital Infantil realizou o lançamento oficial da campanha McDia Feliz em Joinville. Na ocasião, também foi lançado o vídeo com o tema da campanha deste ano na instituição, reunindo pessoas que fazem parte dessa rede de solidariedade. Assista ao vídeo e abrace essa causa que faz a diferença na vida de crianças e adolescentes! #McDiaFeliz2018 #HospitalInfantil

Anúncios

Falta 1 mês para o McDia Feliz

Falta apenas 1 mês para o McDia Feliz! Você pode ajudar o Hospital Infantil a construir uma área de acolhimento para pacientes em tratamento contra o câncer e seus familiares. Contamos com sua colaboração!

McDiaFeliz2018

Voluntariado Arteris

Um dos grupos de voluntários que atua há mais tempo no Hospital Infantil é formado por colaboradores da Arteris – Litoral Sul. Uma vez por mês, o grupo realiza diversas atividades com os pacientes e acompanhantes. A ação faz parte de um projeto social da empresa que disponibiliza alguns funcionários durante o expediente para alegrar as tardes das crianças hospitalizadas.

arteris3.JPG

Cerca de 20 funcionários da Autopista estão envolvidos no projeto. De acordo com o voluntário Diego Rodrigues Pereira, os funcionários se revezam mensalmente para vir ao hospital. Para realizar as atividades, além dos funcionários a Autopista também disponibiliza os materiais utilizados, como tintas, pincéis e jogos.

arteris2

Para Diego é gratificante realizar esse trabalho com as crianças e acompanhantes para levar um pouco de alegria e descontração. “Eu acredito que a gente veio ao mundo para servir e não para ser servido. Então, a gente só pensa em tirar as crianças daquela rotina e se divertir junto com eles”, conta Diego.

arteris1

Corações solidários (4)

Na quinta-feira, 12 de julho, foi realizado o lançamento do livro de literatura infantil As aventuras de Malí e Tetéo, do autor Teo Bernardes, no anfiteatro do Hospital Infantil. O livro está sendo vendido no valor de R$29,90 e parte do valor será doado para a realização de projetos sociais no hospital. Para adquirir seu livro ou ter mais informações sobre a obra, acesse o site www.asaventurasdemalieteteo.com.br.

livro2livro3livro1

Criação do Banco de Órteses Ortopédicas

O Hospital Infantil foi beneficiado com a compra de 24 órteses para serem utilizadas em pacientes com pé torto congênito, um problema ortopédico que atinge 1 a cada 1000 crianças nascidas. A aquisição das botas ortopédicas foi possível graças a doação de 3 mil dólares doados pelos Clubes de Rotary Leste, Pirabeiraba, Norte e Sul de Joinville.

orteses1

A iniciativa para adquirir as órteses partiu da ortopedista do Hospital Infantil, Helena Elisa Stein, tendo em vista que o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece todo o tratamento, mas não fornece as botas ortopédicas. “Essa doação vai ajudar não só as crianças de Joinville como de toda a região e ao invés de serem estigmatizadas, vão poder correr e brincar normalmente”, declara a médica.

orteses2
De acordo com o presidente do Rotary Clube Leste, Gilberto Leal, esse foi apenas um primeiro passo, pois o Rotary pretende ampliar o projeto. “Nós abraçamos essa causa após a palestra da doutora Helena que nos sensibilizou ao mostrar a importância das órteses para o tratamento dessas crianças”, conta Gilberto.

orteses3

Ação solidária da Univille

Os cursos de Pedagogia, Engenharia Mecânica e Design da Univille uniram talentos para desenvolver um carrinho de apoio para as atividades pedagógicas realizadas no Hospital Infantil. De acordo com a pedagoga do hospital, Patrícia Vieira, o carrinho possibilitou a praticidade em carregar os materiais de setor em setor. “Hoje, todas as atividades pedagógicas estão sendo desenvolvidas com ajuda do carrinho. Por ter uma lousa, ele facilita muito as atividades, além de ser um atrativo para o pacientes”, relata Patrícia. Junto com o carrinho, foram doados diversos materiais para o desenvolvimento de atividades junto aos pacientes.

univille.JPG

Porta-escova de dentes

Com uma garrafa pet, alguns materiais decorativos e muita imaginação, pacientes como Camile Rohveder se divertem produzindo porta-escova de dentes. A atividade faz parte de um projeto que tem o objetivo de incentivar o cuidado com a higiene, estimular a criatividade e oferecer momentos de distração.

escova2
O projeto começou há três anos, quando a dentista Bruna Michels ainda era acadêmica de Odontologia e desenvolveu um projeto de pesquisa sobre armazenamento das escovas dentais. Em sua pesquisa, ela observou que havia muitas dúvidas sobre a melhor forma de guardar as escovas, por isso, teve a ideia de transformar garrafas plásticas, que são materiais acessíveis, em porta-escova.

escova1
Inicialmente, o projeto era realizado no setor de Oncologia, se estendendo posteriormente para todos os setores de internação. Para Bruna, além de orientar pais e pacientes, o projeto se torna gratificante pelos momentos de descontração vividos com os pacientes, que se divertem produzindo o material. “Tudo começou com um trabalho acadêmico, mas virou algo muito maior. O que me motiva a continuar com o projeto é estar com os pacientes, ajudar a passar o tempo e ver a alegria deles”, conta a dentista.

escaova3